domingo, 17 de maio de 2015

Da origem das letras nórdicas Æ, Ø e Å

A letra Æ é a primeira das letras 'nórdicas' no alfabeto norueguês, originalmente uma ligação representando o ditongo latino dos fonemas de A e E.

Ela foi promovida ao status completo de uma letra em todos os alfabetos nórdicos. Como uma letra do alfabeto latino do Inglês Antigo, foi chamada de æsc ('freixo') depois da runa Futharc anglo-saxã. Ænão é apenas uma letra típica nórdica. Os romanos escreviam Cæsar ao invés de Caesar . No Latim Antigo, a pronúncia de Cæsar era Kaiser , que significa 'Imperador'. No Norueguês (e também no Alemão), a palavra 'Imperador' é diretamente adaptada do nome Cæsar . Em alguns dialetos, Æ tem um sentido significativo: o pronome da primeira pessoa do singular, Eu, e é assim normalmente falado. Normalmente, esse pronome é escrito com Æ quando estes dialetos são processados na escrita.

Segundo Thornews, a letra Ø vem do caráter Œ , uma ligação romana de O e E. Relembra a vogal U na palavra inglesa hurt. Œ é um paralelo exato ao ditongo AE. Há dúvidas de como a forma moderna Ø ocorreu, mas foi encontrada em textos da Alta Idade Média. Provavelmente, o caráter origina de O e E, onde E é simplesmente imprimido ao lado de O. O caráter Œ é frequentemente usado nos textos de Nórdico Antigo (Old Norse) como um sinal de um longo E, e é também usado nas línguas modernas, inclusive o Francês. A palavra dinamarquesa para 'ilha' é Ø e em norueguês, Øy . Hoje, a letra Ø é usada no alfabeto Norueguês, Faroês (das Ilhas Faroé) e no Dinamarquês.

A letra Å é uma invenção alemã datada do final da Idade Média. Para os falantes de inglês, a letra lembra o O em go e em song. Essa letra veio do sueco com o advento da imprensa nos anos 1500. Em Norueguês, Å foi escrito como Aa até 1917. Foi proposto a ser incluída em todas as línguas escandinavas em 1869. Os dinamarqueses esperaram até 1948 para incluí-la no seu alfabeto.

Um meio comum de demarcar uma longa vogal nas línguas antigas era simplesmente escrever duas vezes, como os finlandeses fazem hoje. Eventualmente, o som da A-longa em Norueguês, Dinamarquês e Sueco se tornou Å e foi necessário por ser uma letra distinguida por seu som especial. A letra Å é composta de dois As, um maior e outro menor. Quando eles designam este novo sinal, eles simplesmente põem o menor no topo do menor - portanto o anel sobre o A.

A despeito das muitas dúvidas quanto à correspondência, vale lembrar que no Alemão moderno se usa o caráter Ö para a junção de sons O e E, e para a junção de A e E se usa também o trema, tornando-se Ä.

Nenhum comentário:

Postar um comentário